Logotipo IF Instituto Federalista
Brasil
Sublata causa, tollitur effectus : Suprimida a causa, cessa o efeito

O Federalista

Preencha o formulário abaixo para receber, gratuitamente, os boletins do Instituto Federalista em seu endereço eletronico:

Nome:

E-mail:

Cód. de Segurança



Contato
Sua Opinião
Declaração de apoio
   

Destaques


"Nunca duvide dos sonhos humanos, mesmo que lhe pareçam devaneios, ao contrário, incentive-os, exceto se forem pesadelos. Afinal, toda transformação neste planeta, além das naturais, se realizaram primeiramente na mente humana"

Thomas Korontai

Thomas Raymund Korontai é o atual presidente do Instituto Federalista.

O IF Brasil Instituto Federalista reflete perfeitamente a frase acima. Sua criação é materialização de um sonho que começou a ser transformado em realidade em 17/10/1991, quando foi lançado o Movimento Federalista em Curitiba/PR. De lá até esta data, aprendeu-se muito, livramo-nos da ingenuidade, mas mantivemos a pureza. Transformações políticas e sociais podem ser feitas honestamente, com transparência. A Nova Zelândia é uma prova de que projeto, vontade, ação com transparência e integridade são elementos poderosos nessas transformações, obtendo apoio até daqueles que antes se opunham a "mexer no próprio queijo".

Embora o brasileiro em geral acredite de forma diferente, isso pode ser feito aqui no Brasil. Afinal, tal ceticismo tem sua razão, o que demonstra que nosso Povo não é tão indolente quanto se imagina, já que o afastamento da Sociedade da política, das decisões de interesse geral é resultado disso. E por que desse afastamento? Pelo simples fato da centralização das decisões de praticamente tudo que afeta a vida de cada brasileiro na distante Capital Federal.

O Brasil afastou-se das oportunidades oferecidas pela fabulosa riqueza das diversidades de um território continental, ao concentrar a República em Brasília. De federativa, só temos a denominação. Assim, a culpa dos problemas vividos e cada vez mais agravados, é do modelo de organização política e administrativa deste País e não dos elementos externos ou internos arrolados por diversas correntes de pensamento político, ideológico, cultural e intelectual. Essa concentração, felizmente já é reconhecida nos dias atuais, apesar de chamarmos a atenção sobre isso há muitos anos.

A formação dessa entidade representa um marco histórico para a Nação, com o propósito da formação de uma mentalidade federalista no Brasil, de maneira que o raciocínio sobre os problemas e a conseqüente busca de soluções seja eminentemente no campo do federalismo pleno das autonomias, do Princípio da Subsidiariedade, da Constitucionalidade e do respeito ao Indivíduo, abrindo campo transformações políticas orientadas para uma Sociedade de Confiança e Meritocracia. Não há outro jeito de o Brasil se inserir no processo de globalização como Nação autônoma, soberana e influente.

Muito mais do que uma instituição técnica e doutrinária, o IF Brasil será o elemento de reunião das muitas excelentes cabeças pensantes nos mais diversos setores de atividade humana em todo o País, hoje dispersas na defesa em separado de seus sonhos, todos disputando espaço no centro do palco no qual, "Morpheus Brasiliensis" mantém adormecido o Gigante pela Própria Natureza. Se quisermos acordar o Brasil para uma nova realidade, temos que construir essa nova realidade. E toda construção é precedida de projeto, planejamento. Muito já se tentou nessa direção, graças a bons patriotas, porém a diferença desse planejamento todo é que o mesmo será feito nas respectivas regiões e localidades, pelas pessoas que nelas vivem e conhecem. Ou seja, cada município, cada estado é que tem competência para saber o que é melhor para os seus. Não lhe cabe um planejamento central, pois este jamais conseguirá contemplar os interesses de um território de 8,5 milhões de km2!

E, da mesma forma, não cabe ao estado avocar-se no direito de planejar as comunidades já existentes. Posto isto, o IF Brasil vai gerar os IFs - Institutos Federalistas - estaduais e municipais, de maneira que, sob a orientação federalista e subsidiária,  possam elaborar estudos, projetos, ensaios, simulações, incluindo as bases para novas legislações, por que não?

Inclui-se ainda, o projeto de uma nova Constituição, assim como, diversos projetos de real interesse federal, que dizem respeito ao contexto da Federação, todos desenvolvidos por comissões próprias, compostas de pessoas de saber e interesse em contribuir ao País, sendo então, uma vez prontos, propostos ao encaminhamento político partidário.

Ou seja, o IF Brasil tem o condão de reunir os novos Fundadores da Pátria para o Brasil do III Milênio, de forma despartidarizada, mas com o compromisso de pensar Brasil de maneira que, cada brasileiro possa, enfim, estar livre para conquistar sua própria felicidade, cuja busca, pela característica interdependente da sociedade moderna em mercados de produção e consumo, resulte na prosperidade social.

Quero agradecer aos membros que integram a Diretoria, o Conselho de Administração, o Conselho Fiscal e, desde já, aos que integrarem o Conselho Consultivo, pela confiança, pelo espírito de patriotismo e comprometimento, emprestando à Causa, seus nomes, seu tempo e suas idéias, certamente, constituindo-se em mais um grande passo para alcançarmos o objetivo que é de todos os brasileiros. Estou honrado.

E agradecer a você que chegou até esta casa virtual. Convido-o a conhecer as idéias que aqui transitam e se achar que esta é a ferramenta que permitirá que os brasileiros construam, a partir do sucesso individual, o sucesso da Nação, então se integre ao IF Brasil ou, se já existir, ao IF do seu estado ou município.

Vamos em frente!

Thomas Korontai
Presidente do IF Brasil
Instituto Federalista