Logotipo IF Instituto Federalista
Brasil
Sublata causa, tollitur effectus : Suprimida a causa, cessa o efeito

O Federalista

Preencha o formulário abaixo para receber, gratuitamente, os boletins do Instituto Federalista em seu endereço eletronico:

Nome:

E-mail:

Cód. de Segurança



Contato
Sua Opinião
Declaração de apoio
   

Destaques


Desoneração onerosa..

Análise escrita por Outros, em 14/08/2011.

Novo tributo compensará desoneração dos salários
Ribamar Oliveira e Claudia Safatle | De Brasília

19/07/2011

A opção mais provável para a desoneração da folha de salários é a criação de nova contribuição previdenciária que incidirá sobre o faturamento das empresas, tal como já existe no setor da agroindústria com alíquota de 2,5%. A base dessa nova contribuição será semelhante à do Simples, o sistema de tributação das micro e pequenas empresas.

O novo tributo não terá a mesma base da Cofins ou do PIS, segundo o governo. O principal argumento é que ele incidirá sobre o faturamento das empresas que declaram pelo lucro real, enquanto a Cofins e o PIS incidem sobre o valor agregado. Só recaem sobre o faturamento, com alíquota menor, para as empresas que fazem a declaração pelo lucro presumido.




Comentario IF Se você acredita em papai-noel e coelhinho da páscoa, certamente acreditou no anúncio da presidência da República sobre os planos de desonerar a folha de pagamento das empresas, como medida de incentivo à geração de novos empregos.

Contudo, a noticia abaixo já demonstra que a coisa não é bem assim, e que mais carga rtibutária vem aí. Essa turma de ocupantes di Planalto tem uma impressionante habilidade para produzir textos com uma dialética que leva dias para ser interpretadam com o objetivo de empurrar mais e mais obrigações à já sofrida classe empresarial que, no final das contas, terá que repassar isso tudo nos custos dos produtos brasileiros.

Se você deixou de acreditar em papai noel, certamente já sabe que o Custo Brasil começa no modelo de desorganização do Estado Brasileiro e seu alto custo, sustentado por uma das maiores e mais injustas cargas tributárias do mundo.